Generation Waking Up: Igniting a Movement

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

A União faz a Força






















Engraçado, como sempre tenho focado, A União faz a Força…
Na nossa Lagoa, os cafés provisórios estão para durar :-)
Como sobreviver então? UNINDO-SE
Para combater o frio, preencheram os espaços que os separavam.
:-)


Até festas de Passagem de Ano vão haver :-)


Primeiro Despertas, depois “repetes, até estabilizar” e lá está.. no final... Via VERDE !!!
Só em Melides !!!





Clika para aumentar

Hehehe
Beijos e Abraços

Aldeias Sustentáveis Novas Comunidades

Clika para aumentar

Como é natural, existe um apelo que nos transporta para a Terra.
A urgência que sentes em integrar-te, afastar-te da grande confusão que é a cidade faz-se sentir.
Novas comunidades e formas inovadoras de inter-agir com as já existentes, as aldeias, essas preciosidades em vias de extinção, que voltam a estar no nosso pensamento e coração.
Muitas estão débeis, sem gente, sem vida…
Muitos de Nós queremos sair da babilónia, novas oportunidades… Juntos, conversando surgem novas ideias, novas formas de intervenção.
Como reacender a chama… revitalizar, equilibrar, plantar?
Vários temas foram debatidos no Centro de Convergência na Aldeia das Amoreiras, neste início de Mês. Parabéns! Gostei!
Aliar o Novo ao Velho, Juntos em UNIÃO.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Aldeias Sustentáveis


Este Fim de Semana o Centro de Convergência , vai levar a cabo uma iniciativa que gostaria de repetir aqui em Melides, o tema é "O que é uma Aldeia Sustentável".
Urge estarmos informados e podermos disponibilizar novas formas de estar em comunidade unindo todos os intervenientes naturais com as novas técnicas de construção sustentável. Somos Um Somos Natureza!
Deixo o programa em anexo, para quem tiver interesse.


"Clik" Sobre a Imagem para aumentar

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Permacultura e a Comunidade





















Como tenho falado existem formas de mudança sustentável e vantajosa para todos, em harmonia, em união.


A permacultura é um novo conceito que se aplica exactamente ao que pretendemos criar.
E neste sentido vamos trabalhar, porque é assim que se quer o Futuro.
Um futuro onde Somos UM. Somos Natureza.


"Sistemas de Permacultura são globalmente reconhecidos como muito positivos para a cultura, economia e acima de tudo ambiente e dignidade humana pois estes tem como valores éticos as seguintes orientações:
Cuidar da Terra.
Cuidar das Pessoas.
Distribuir os excedentes e aplicar limites ao consumo.

Estes três princípios éticos estão relacionados entre si pois não é possível cuidar da terra sem cuidar das pessoas e vice-versa. ..."



Texto retirado do site:




Vejam :-)


Até Já :-)

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

O Chamamento da Terra





















Por Mariette...

Pergunto eu, quantas pessoas estão irrequietas como eu, ansiosas por voltar ao campo, à natureza, voltar as origens e terem uma vida MAIS SIMPLES E SAÚDAVEL. Cada vez se vêm mais pessoas a dedicarem-se a terra, a plantarem conforme as regras da agricultura BIOLOGICA. Até pessoas que têm formação e que não precisam de o fazer, porque arranjam trabalho nas áreas da sua formação.
Falo de agrónomos, biólogos, veterinários, enfim gente que se apercebe da loucura em que nos encontramos. Dos alimentos cada vez mais artificias que comemos. Da vida de correria sem sentido aparente. Onde está a PAZ INTERIOR onde está a calma, o sossego, o equilíbrio, a saúde.
Será que é neste mundo que queremos que os nossos filhos cresçam. Será que eles vão ser adultos saudáveis e equilibrados… é difícil de um dia para outro largar tudo que é conhecido e dedicarmo-nos a algo que nunca na vida fizemos nem temos a mínima ideia como se faz. Então porque será que este sentimento de retorno a TERRA prevalece. Porque será??
As nossas mãos chamam pelo toque da terra, as nossas narinas pelo cheiro da terra, a nossa pele pelo vento e o sol sem limites e a chuva a cair. E só o simples facto de ter que trabalhar entre quatro paredes um dia inteiro é um sacrifício. Quero ar puro, quero sentir o sol na cara e aquecer os meus ossos, e o cheiro da terra…. Quero ver a chuva a limpar tudo… Não me interessa se é INVERNO, Outono, Primavera ou Verão… O que quero é voltar a MÃE TERRA e deixar esta cidade de cimento de paredes de barreiras sem fim….. Sei que é uma cidade linda e teria pena se nunca voltasse mas posso sempre fazer uma visita….

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Maravilhoso quando a União se dá!

Eu acendi a fogueira, as borboletas apareceram à LUZ.. reunimos amigos antigos e amigos “Novos”. Todos trouxeram algo, todos contribuíram com o que lhes competia. Muito Amor!!!
Foram feitas trocas, a energia flui-o, FOI PERFEITO! Conhecimento expandiu-se!
Tudo ficou intacto, limpámos tudo, não ficou nada a não ser a nossa BOA VIBRAÇÃO.
Muito obrigado POR TUDO e foi MUITO… nem imaginam quanto…

Muitos Beijos

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

União das Luzes...

Pois é confirma-se Amigos...Este fim de semana.
vamos fazer uma bela de uma fogueira, unidos com nossos amigos Mayte e Paulo..
União das Luzes...
Até Já :-)

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Cafés abertos todo o ANO

Estive em Melides...
Uma bela Fogueirinha, a música, excelente companhia e uma Lua…:-) Luminosidade Mágica… E, como é natural, a Magia em SI…
O “Vapor” continua com o seu restaurante aberto e BOAS NOTICÍAS, os três cafés improvisados vão estar activos até as novas estruturas estarem prontas.
Entretanto, parece que o Lança quer fazer a festa de Fim de Ano já no próximo local, mesmo que esteja só em “esboço”.
Fixe!

Beijos &
aBraços

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

VAMOS TER FOGUEIRINHA





















Estamos a ficar mesmo com saudades....a maltinha vai reunir-se para uma bela de uma fogueirinha!

Nuestros hermanos Mayte e Paulo também vêm...
Bjs

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Queremos a UNIÃO!!!














Estamos a viver a mudança…o ambiente humano mudou, já não encontramos as mesmas almas, o ponto de encontro, junto á praia é hoje diferente, o que era unido fragmentou-se.
Em tempos, existia um local onde todos, vindos de variadíssimos locais do Pais e do Mundo se uniam. Sentavam-se em redor da mesma mesa, compartilhavam petiscos e sorrisos e assim criava-se algo de único e mágico. Muita música e improviso, troca e partilha de conhecimentos e Amor.
Continuamos a existir… sei que temos saudades… temos saudades de um local onde nos sentimos em casa, onde sabemos que quem chegar, é bem-vindo, onde é indiferente a etnia, a raça, a condição social… ali apenas somos nós… sem Tirar nem Por… em conjunto…Unidos
Eu quero outro local assim, ali mesmo junto às árvores, ali junto á lagoa e ao Mar. Melides é um lugar para unir, para desvendar, para apreciar a verdade e a nitidez de sermos Nós.
Eu sei que vocês (Nós), porque somos UM também desejam o encontro, a sintonia, o amor e o convívio…
Gostava que mais, de entre vós, escrevesse sobre o que ama e deseja, para Juntos sermos capazes de co-criar o paraíso na terra.:-)
A natureza está bem… Melhor, mais límpida e revitalizada, pelo menos por enquanto.
O Sr. Ventura e o seu grupo musical os “FALTA UM”, estiveram a tocar em Valinho da Estrada e Gostamos muito… é alegre, dinâmico, dançável…
O Lança, continua a passar boa música, pela madrugada dentro. e a presentear-nos com simpatia e atenção. Mas tudo isto é provisório, os preços são mais elevados o espaço menos acolhedor.
Tenho saudades de uma fogueirinha e dos meus amigos, que apareciam espontaneamente sem ser preciso convite.
A verdade é que continuo a viver momentos mágicos em Melides, com pessoas diferentes, novos amigos, esta realidade não é “pior”. Mas tenho a esperança que juntos conseguíssemos preservar o que havia de melhor no “antes”, a União.
Acredito na União, acredito no coração dos homens, que o amor tudo vence, ultrapassa barreiras de diferenças e confusões. Somos Todos Um e o coração sabe disso.
Queremos materializar essa união… vamos conseguir, com a vossa ajuda, com a ajuda de Todos.
E por último mas Muito Importante, quero dar as Boas vindas, oficiais :-) à nossa amiga Mariette que voltou a Melides depois de tanto tampo ausente em corpo, mas sempre presente…


Lembrem-se que quem SONHA e ACREDITA, MOVE MONTANHAS :-)

VAMOS MUDAR E GIRAR A VIDA COMO DESEJAMOS?

Beijos
& para Todos
TUDO


quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Rescaldo das Férias

Foto de Pedro Adega

Estive de férias… e um pouco por fora do que se passou, este mês de Agosto em Melides, afinal férias são ferias :-)
E como por lá vou estando durante o ano inteiro, já soube bem variar… aliás a capacidade de mudar, reciclar os sentidos, os cheiros e os desejos, dá saúde e faz crescer :-)
Entretanto, os cafés (contentores) com as suas esplanadas estiveram a funcionar, não sei até quando, e digo-vos… funcionaram bem, os proprietários esmeram-se e deram o seu melhor, embelezaram as suas esplanadas e foram de uma simpatia encantadora… máxima pontuação para o senhor Ventura, os restantes, que não levem a mal… também foram excelentes, mas o senhor Ventura tocou-me mais profundo na alma…
Ou seja, tendo em conta a situação precária, vento, mosquitos, vista tapada pela discoteca túnel, ausência daquele mar maravilhoso ali ao lado, mesmo assim, considero o resultado positivo, valeu o esforço e temos de saber dar o valor.
Até uma festa se fez… não estive para ver… mas fiquei feliz com a Iniciativa “parabéns a Todos, especialmente ao Manel” normalmente o dinamizador e grande relações públicas de Melides.
Um grande abraço…do coração
Beijos e até já…

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Fotos do Pedro...

Olá alexandra!!! Como o prometido é devido, aqui estou eu a mandar-te algumas fotos de melides actual, verão de 2008.Mando-te uma selecção de fotos, das minhas férias passadas por lá este verão e outras do fds de 15 de agosto, da antiga festa na praia de melides mas noutro cenário, noutro espaço, longe da praia mas proximo das pessoas de quem gostamos q fazem recordar os tempos antigos. Com muita boa energia, boa disposição e alegria por estarmos juntos no sitio q nos conhecemos e felizes por pertencermos a melides e tudo o q nos representa. bj Pedro

Clika nas imagens para aumentar

Obrigada Pedro…
Por Seres quem ÉS!! Beijo

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Destruir? Porquê?

video

Como podemos ver, está limpo, virgem, sem edifícios, barracas, parques de estacionamento, barcos, motas de água, simples, sem intervenção aparente do ser humano...
Não seria bom para Todos que assim permanecesse, que neste pequeno Portugal à Beira Mar nascido, existisse uma costa onde não tivéssemos de respirar os gases dos escapes, e onde pudéssemos observar a fauna, a flora integralmente natural?
Claro que sim...
Porquê destruir então?

terça-feira, 3 de junho de 2008

Andar a pé :-)




















Quando estou em Melides, e não tenho o pé partido :-) gosto de andar a pé.. estaciono o carro e só voltar a conduzir se estritamente necessário. Assim sim! O tempo pára, respiras e sentes toda aquela energia. Faz-te maravilhosamente bem ao corpo e à Alma.

Boas novas! Agora não vou ser das únicas a fazê-lo. Agora, quem pretende ir ver o mar, terá de o fazer a pé. Os benefícios, são múltiplos, pernas musculadas, pele bronzeada, sorriso nos lábios…. A Natureza está em paz, mais aves, menos poluição. Sossego e harmonia.
É claro que a grande maioria das pessoas não se aventura, afinal, ainda são uns 200 metros a descer… cansativo! :-)

Outros aproveitam os caminhos de terra, para levar o carro o mais perto possível e não “perder” tempo em caminhadas, assim vão destruindo umas “dunazitas” e poluindo mais um bocadinho, para não corremos o risco de Overdose de ar puro. Cada vez mais, ainda temos os senhores dos jipes e das motos de todo o terreno. Tão LINDOS!
Enfim, aos corajosos que, este ano, irão frequentar a praia, um até já :-)


Abraços

sexta-feira, 9 de maio de 2008

Acredito!

Acredito, que hoje e, finalmente, estaremos aptos a transformar de forma construtiva, sustentável e saudável.
Tenho esperança que esta Intervenção da comissão Europeia e o nosso empenho e atenção, pode evitar maiores desgraças.
Existem, ideias, pessoas unidas e com projectos excepcionais, a serem promovidos por quem ama e esta empenhado em salvar o planeta e proteger este paraíso.
É importante não desistir, sabemos que os projectos são inovadores, trazem novos desafios e conceitos, mas estamos cá para isso mesmo! Para fazermos parte da MUDANÇA!


Abraços :-)

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Comerciantes de Melides Revoltados

É Natural a contestação dos Comerciantes, mas o desenvolvimento não está em Causa.
Vamos é construir uma Mudança Sustentável e de Qualidade.
Educando e aprendendo a preservar o que de melhor Existe no Concelho.
Sabedoria e paciência, para que exijamos O MELHOR para os Nossos Descendentes.
Gerações futuras contam com a nossa intervenção.
Turismo e Comércio exigente e integrado! Tudo é possível!

Noticia Público: Clika Para LER

FINALMENTE UM TRAVÃO!!









Finalmente Boas NOVAS!


A Comissão Europeia, decidiu processar PORTUGAl, pelo ATENTADO AMBIENTAL, que estão a fazer à “nossa” faixa Costeira!
Felizmente! Alguém Acordou e a CAUSA não está perdida!
Vejam notícia e se puderam comentem, muitos e UNIDOS SOMOS FORTES
!


NOTÍCIA Público

"Avaliações de impacto ambiental apresentam graves deficiências

Bruxelas processa Portugal por desrespeito ambiental em complexos na Comporta e Alcácer do Sal _ 2008-05-06 16:06:00 Lusa


A Comissão Europeia abriu hoje um processo de infracção contra Portugal por falta de medidas de protecção ambiental na aprovação de três complexos turísticos aprovados em áreas protegidas dos concelhos de Grândola e Alcácer do Sal.


Em causa estão autorizações concedidas, segundo um procedimento acelerado, aos complexos turísticos Costa Terra, Herdade do Pinheirinho e Herdade da Comporta, no Sítio de Importância Comunitária (SIC) Comporta/Galé, em Grândola e Alcácer do Sal.
Segundo informação hoje divulgada em Bruxelas, foi enviada a Portugal uma notificação de incumprimento - a primeira fase do processo de infracção - por avaliações de impacto ambiental para projectos infra-estruturais que apresentam graves deficiências.
Ainda de acordo com a Comissão Europeia, os complexos em causa abrangem quase 1200 hectares e incluem seis campos de golfe, 21 aldeamentos turísticos, 660 moradias e 21 hotéis, representando um total de mais de 16 mil camas.
Bruxelas concluiu que as avaliações de impacto ambiental feitas estão incorrectas, uma vez que "descuraram os impactos negativos dos projectos nos habitats e espécies prioritárias do SIC, não avaliaram os impactos cumulativos dos diversos projectos nem os impactos cumulativos com outros projectos previstos para o mesmo sítio, além de não terem analisado devidamente soluções alternativas".
Na União Europeia, a natureza está protegida pela Directiva Aves e pela Directiva Habitats, sendo que nos termos da segunda legislação comunitária, os Estados-membros devem designar Sítios de Importância Comunitária (SIC) para a conservação de tipos de habitats naturais e para a protecção de várias espécies identificadas.Portugal tem agora um prazo de dois meses para responder ao primeiro aviso escrito enviado por Bruxelas.
Em função da resposta, ou na ausência de resposta, a Comissão Europeia pode decidir enviar-lhe um "parecer fundamentado" (último aviso escrito), expondo clara e definitivamente as razões por que considera ter havido infracção ao direito comunitário, e apelando ao cumprimento das obrigações num prazo que é normalmente dois meses.
Caso Portugal não cumpra o parecer fundamentado, a Comissão pode decidir remeter o caso para o Tribunal Europeu de Justiça. "



:-)

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Restolho...

Renascimento! Por diversas vezes toco neste assunto, o recomeço, um novo dia…
Um Novo ciclo que se inicia, hoje, agora.
A lagoa de Melides vive momentos novos, está diferente…
Depois da morte…
Deixo-vos esta musica da Mafalda Veiga, chamada “Restolho” :-)
Bem a propósito :-)

http://br.youtube.com/watch?v=jaHMytQ00U0&feature=related

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Fábula "O Carapau de Corrida"


Em tempos que já lá vão havia uma praia em que a fauna fazia o que queria e desfrutava a seu belo prazer. Até que um dia chegaram os ratos à praia. A primeira coisa que os ratos fizeram foi, arrasar com a fauna terrestre. A segunda coisa que os ratos fizeram foi, lançar as redes ao mar. Os peixes, alertados pelo que tinha acontecido no areal revoltaram-se e pediram uma audiência ao rato-mor. Esperto e sabido o rato concedeu-lhes a audiência, porém, teriam que ser recebidos um a um. Os peixes nem pestanejaram, excepto o carapau, que por natureza estava sempre mais alerta, estranhou logo a atitude do rato e disse: -Ou vamos todos ou nada feito. Os outros peixes pensaram: - Lá está este armado em carapau de corrida! Ignorando-o foram, um a um falar com o rato. Obviamente cada um puxou a brasa à sua sardinha, fazendo acordos com o rato: - Ó rato! - dizia a sardinha. - eu até podia ajudar-te a apanhares os polvos, que são grandes e têm muito que comer, e tu, deixavas as sardinhas em paz. - O polvo é meio rijo e de certeza que não tem interesse para os ratos, por isso nós estávamos a pensar ajudá-los a apanhar as sardinhas, desde que deixassem os polvos em paz. Escusado será dizer que o rato tinha conseguido o seu propósito, acordou com todos e todos acordaram ajudá-lo a apanharem-se uns aos outros. Excepto o carapau que quando não havia mais peixes se dirigiu ao rato e disse: - Se me comeres ficas sem alimento, uma vez que não há mais peixes. Vai para outra praia, eu indico-te o caminho. Ao longe, escondida numa duna da praia, a toupeira que tinha observado tudo, ria.
Umbelina

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Story Of Stuff

Video excelente, que nos diz a verdade nua e crua... o que estamos a fazer ao Planeta e á Humanidade, e como somos resultado de politicas absurdas, imorais e letais.
Vejam por favor... Está muito bem feito.

http://www.storyofstuff.com/index.html

Até Já :)

terça-feira, 15 de abril de 2008

O Sr. Marmelada…

O Sr. Marmelada…A noite estava calma. Sem vento, quase morna.O local tem algumas pessoas sentadas á mesa. Estas, com toalhas de papel branco, os pratos espaçadamente colocados, e por cima, em tom de remate, os guardanapos de cor azul e rosa choquing.
Paira no ar uma música, muito suave, estilo jazz.
Sentamo-nos.
Aproximou-se de nós e, enquanto pergunta o que vão comer, acende as velas do castiçal.
Sim, porque cada mesa tem o seu castiçal.
Discreto, com o seu glamour, traz-nos a carta de mesa.
A comida é essencialmente de gastronomia alentejana, como era de esperar.
À parte, em dois pedacitos de papel de bloco, apresenta-nos outros “pratos” à escolha.
Bem á maneira simples, alentejana, convida-nos a estar á vontade na sua casa de pasto.
Aproximando-se de novo, perguntou:
Então… Já escolheram? Olhem este prato é bom! Ou este… muito bom!
Depois de decidido o que queríamos comer, queríamos beber.
Beber aquele vinho alentejano… o tal!!!
E no primeiro grog o delicioso sumo de uva escorregou tão bem, que repeti o gesto, e em golos pequenos, ia bebericando. Hum… delicioso.
A minha alma se iluminou.As palavras fluíam.
A conversa desenrolava-se espontaneamente.
Os assuntos eram diversos.E fomos entrelaçando o ambiente, cruzando dúvidas, expectativas, desafios, na tentativa de vislumbrar algo de positivo, de saudável.
Algo que renascesse do velho saudosismo, típico da nostalgia portuguesa sebastianista.
A dado momento questionei com saudade… E a marmelada? Essa gostosa marmelada? Podemos provar? É excelente!
Foi o toque para falar de todos os cheiros, paladares que a Natureza nos abençoou, por mais rebelde que ela seja.
Recordar os locais que marcaram a alguns por breves passagens com cheiro a maresia, sopa da Fatinha à mistura com vinho quente e limão.
E a outros, dias, anos, semeando a vida, construindo pedra a pedra, a magia do lugar, de onde viam partir o barco de pesca do Ti Manel, onde se fazia a festa da abertura da lagoa, naquele dia em que ela abraçava loucamente o Mar.
São destes e outros momentos que fazem desta Melides, um lugar muito mágico !!!
Como ele mesmo dizia, o Sr. Marmelada… este chão que pisamos, começou a ser pisado por mim aos 12 anos… é muita fruta!
Num gesto doce, passou a mão pelo colete preto, deu dois passos em frente debruçando-se sobre a nossa mesa, continuou, quase em segredo, quase em saudade… isto que aconteceu na praia… a tudo ir abaixo, enquadra-se no meu espaço, hum! O momento é de sofrimento, é de dor.Há choques que já se deram… é semelhante ao que se está a passar agora!
O importante é preservar!
E numa palmada suave sobre a mesa, perguntou-nos… Uma ginjinha? Um moscatel?
Olhando para ele não restam dúvidas, de como é forte este homem.
Quase que o posso assemelhar a um rochedo, em que a água do mar bate, rola, quase que o cobre, mas ele fica de pé.
E está de pé a sua esperança na qual a mudança só acontece quando se cambia os conceitos.
Em tom de remate, á medida que ia puxando a alavanca do café, afirmou… Não há segredos para desvendar, há momentos para cumprir!
É sábio, é génio!
Alguém que em poucos minutos fala tão profundamente sobre mudança, deixando transparecer o seu sentimento de solidariedade misturado com dor, com saudade do que já era.
E o tempo, este não permite voltar atrás.
Mas em simultâneo, o Sr. Marmelada tem a coragem de se chegar á frente, juntando os pés, encarando um futuro com firmeza, desafio, como se de uma pega de caras se tratasse á boa maneira ribatejana.
Salve pessoas como ele.
Teremos de aprender com ele.
Um bem haja pela sua força, envolvida em glamour, e com um gosto invejoso de marmelada.
Parabéns para si.


Paula Afonso(07.04.08 pelas 23.15)

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Que saudades do tempo...



Que saudades do tempo em que se ofereciam flores das dunas, que com o tempo se transformavam em papoilas vermelhas, mais vermelhas que as que existem nos campos. Eram tempos suaves esses, tão suaves que quase não se dava por eles. Agora o tempo é bruto. É tempo de fazer, querer, lutar, procurar, com a certeza e confiança de quem ganhou estrutura, talvez por ter deixado lá a flor, na duna, e a ter deixado crescer e enraizar bem. Entretanto, a flor já deu outras flores, porque é assim, sempre, pelo tempo dentro.Ora bate o Sol, ora cai a chuva, volta o Sol e depois a chuva, porque é assim, sempre, pelo tempo dentro.


Umbelina Gabardina 14-04-08

quarta-feira, 9 de abril de 2008

O café do António !





































O café do António permanece no local... em estado caótico... Obrigado pela FOTOS João :-)

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Abriram as Lagoas...

A abertura das lagoas, Stº André e Melides, a reciclagem das águas... o novo pelo velho, um novo ciclo que se inicia.


O peixe dá à costa numa fartura fictícia, é possível apanhá-lo à mão. Curiosos e pescadores de vários locais do País concentram-se na tarefa. Uma vez por ano tudo se transforma.



Até as ondas perfeitas para o surf surgem na boca da lagoa. Surfistas experientes aproveitam a dádiva anual.



O fim de semana não esteve tão solarengo como prometeu, mas a praia estava animada…e bonita. A pressa em destruir os cafés, deixou destroços a “enfeitar” a paisagem… um luto que se prolonga, ainda há romaria para os ver… ainda se ouve dizer ...“ estou aqui no António”.



A rotina já não é a mesma… Tudo Muda, Tudo se transforma… há quem ainda não tenha a coragem de ir á praia ver o que resta, O Sr. António é um deles (disse a Fatinha) e tantos outros que ainda sofrem a nostalgia da perda. Encontrei a tristeza na alma dos que coloriram, tantos e tantos ano aquela praia, dos que se recordam da vida que lá viveram e como e aos poucos a liberdade parece escoar-se por entre os dedos.



Outros queixam-se : “já viu, já viu? Esta desgraça…” baixam a cabeça...



Tento animar. Digo-lhes para acreditarem na mudança, mas que intervenham na mudança, façam parte dela, caso contrário corremos o risco de haver uma descaracterização total. Perdemos a identidade, perdemos a Alma.



A liberdade está na nossa cabeça, lá dentro, no profundo do nosso ser. Temos de ter esperança, DAR ao Novo a nossa MARCA. Temos de fazer parte da Mudança, só assim podemos preservar a nossa Liberdade, lutando, lutando com as novas ferramentas da modernidade. Bons projectos, Boas ideias, e principalmente muita paixão.



Esqueçam o discurso derrotista, de quem diz, que não é possível… desiludidos com anos e anos de repressão politica e de corrupção partidária.



Eu acredito na mudança, acredito no valor de quem ama e na força da liberdade e sei que não nos podemos demitir de responsabilidade e estar lá para defender e principalmente projectar um futuro harmonioso e saudável. E acima de tudo evitar a destruição do maior tesouro do Concelho, a NATUREZA. Unidos.






























Depois de 40 anos de trabalho, sem folgas, sem férias, a família “António” aprende a viver de novo.

Feirinha em St André




Clika para Aumentar

Feira em Stº André, Mais eventos como este são necessários, muita juventude sem alternativa e soluções, degeneram… Mais e melhor !! Esperamos, aplaudimos e ajudaremos :-)




quinta-feira, 27 de março de 2008

quarta-feira, 26 de março de 2008

1ª Fim de semana Após a Destruição.

Lua Cheia, Equinócio da Primavera,


Páscoa. Acabei de chegar, noite de dia 20, o ultimo dos restaurantes, na lagoa, ardia, parecia um cenário de guerra… total escuridão, destroços e mais destroços e o Fogo. Labaredas furiosas diziam Adeus, com a mesma intensidade e dramatismo que sempre caracterizou aquele lugar mágico. O bater das ondas, o uivar do vento, o conversar das árvores, forte intenso.





Eu e a Filipa demos boleia a um alemão que estava desejoso de chegar ao café do António, mal ele sabia o que o esperava. O homem ficou chocado…até teve uma certa piada, he he.



O cenário mudou, existe alguma desorientação, as pessoas não sabem o que fazer, onde parar, como encontrar os amigos, sentem-se meio perdidas, apenas o mar permanece igual a si próprio. Muitos curiosos surgiram durante o fim de semana para olhar a destruição.



O vento esteve sempre feroz, parecia zangado. Agreste, a natureza, também fez o seu Luto. A confluir das datas, equinócio e celebração da Páscoa, NÃO PODE PASSAR DESPERCEBIDO. EQUINÓCIO, Lua cheia,e Páscoa, Morte e Ressurreição de Cristo, lá estou eu, mas coincidências já sabemos que não existem. Assistimos a um final de um ciclo, ao início de um outro, a Verdade é que só no Domingo a Sol Voltou a brilhar, até lá o tempo estava triste, tempestade.



Devia ter sido de outra forma, penso, que politicamente foi desastroso. Ninguém olhou pelos direitos dos comerciantes, devia ter havido um período de transição. Deram 5 mil contos a cada proprietário e que se governem. Os clientes de anos e anos, entretanto, não sabem de nada, podem desaparecer de vez. Nada garante que os muitos milhares de euros que irão investir nos Novos Restaurantes, terá alguma vez retorno. É quase um tiro no escuro. Continuamos optimistas, com a ajuda do café do parque, e dos telemóveis, lá nos fomos encontrando. Virados para o SOL, mesclámos aquela esplanada com outras cores. Os velhotes do parque, habituados à pacatez, olhavam-nos desconfiados… Tudo Muda, Tudo Gira, Nada Pára! Fizemos uma bela de uma fogueira no Axel, no equinócio, o objectivo era emitir Luz e Esperança, União das Luzes. Senti que a missão foi cumprida. Entretanto, o Axel, pretende continuar com as festinhas, também é um lugar de encontro. E a Praia, continua Maravilhosa, Assim como nós Todos.

Aqui ficam algumas fotos, do primeiro fim de semana, após a destruição.






































ATENÇÃO NÃO VEJAM ESTE COMENTÁRIO É VIRUS






quarta-feira, 19 de março de 2008

Equinócio e fogueira no Monte




Este fim de semana vamos comemorar o equinócio, dar as boas vindas à Primavera, aproveitando a energia da Lua Cheia em Libra.
A maltinha sabe que há fogueira no Monte, mas o local de encontro já não existe, imagino que vamos andar um bocadinho “desnorteados”…
Lá estaremos… vamos ver.. :-)

Lagoa de Melides nas Notícias...

Pois é! desta vez é que foi... a praia ficou despida de "barracas"... a verdade é que, efectivamente, fica mais bonita...
Mas mais só...

http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25&article=333442&tema=27

http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?article=333373&visual=26&rss=0

terça-feira, 11 de março de 2008

ADEUS AO "ANTÓNIO" COM SABOR A ATÉ JÁ !

Dá um CLIK na imagem para ver melhor :-)



















Sábado, dia 8 de Março, fizemos a despedida do café do Senhor António, parece que desta é que é! A demolição deve ocorrer em breve.

Dia 8 de Março, dia Internacional da Mulher… e o dia do meu aniversário.

Sempre soube… Melides é um lugar onde a Deusa Mãe está em todo o seu esplendor, as lagoas, a floresta, enfim…lembro-me que a primeira mensagem que “ouvi” em Melides, foi…” Não tenhas Medo de SER MULHER” Sê MULHER!!!. Faz agora um ano, perto do equinócio da Primavera.
Coincidências… hehe, já sabemos que não existem.
Portanto, foi uma festa que conciliou, Uniu um padrão… Melides, a Deusa Mãe, AMOR, LUZ...
Estiveram todos os que puderam, foi tudo muito em cima da hora, eu própria só soube nesse mesmo dia, mas, quem esteve lembrou-se de todos os que gostariam de ali estar e estivemos TODOS JUNTOS NESSA NOITE.
Foi fantástico, viveu-se um clima de alegria, estávamos felizes a energia circulava livremente, sem bloqueios, fez-se Magia… como tantas outras noites em Melides.
Boas notícias... logo que entrei. Afinal, o Sr. António vai abrir lá em cima, junto ao estacionamento. Para o ano lá estará, e parece que num local bem especial, com vista maravilhosa! Muito BOM!
A Betina também tinha feito anos, de forma que comemorámos juntas e conhecemo-nos (pessoalmente) nesse dia, apesar de há muito ouvir falar nela… Coincidências? Ah! Linda Mulher mãe de quatro rapazes :-)
A noite esteve amena, tocou-se jambé, bateria, e baixo etc… Improviso do Belo…
O Necas lá passou o seu transe.
E Nós estivemos o fim de semana, sem dormir, mas com um ar radioso, de quem está no local certo.
A manhã, foi no Restolho, uma das mais Belas manhas da minha Vida, a natureza estava absolutamente sublime. Parece que a mãe terra resolveu presentear-me e abriu os portões, para que pudesse extasiar-me com tamanha Beleza, Energia e Poder.
Tirei algumas fotos… Não tantas como desejaria, fiquei sem bateria :-( e com a certeza que continuaremos a encontrarmo-nos… não há dúvidas, não houve nostalgia, nem tristeza, Todos animados e espírito positivo.
A próxima festa já está assente… esperamos por vós.


Até Já!

video

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Exija! Respeite-se Somos Natureza !

O Verão passado, fui acampar… e fiquei desolada, com a forma como os nossos prezados campistas tratam a nossa Mãe Terra.
Ainda não entenderam que, enquanto o fizerem estão a maltratar-se, a eles mesmo.
A terra estava repleta de beatas de cigarros, imunda, lixo, mais lixo.
Passeia-se pelas matas deste País, tropeças em entulho, destroços, sujidade, contaminação.
Pelos vidros dos carros, vomita-se latas de bebidas, pacotes de leite, resíduos e mais resíduos, que devem ser reciclados e tratados, energia que se aproveita…
Fico triste com esta “nossa” postura…
O seu pequeno gesto é suficiente, todos os nossos pequenos gestos serão Muito!

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Nova data para Demolição dos cafés!



Foto de ManelHenriques (beijo Manel)
Dia 1 de Março!

Desta vez parece que é mesmo, chegou-se a acordo e alguns cafés vão mesmo desaparecer e surgir de novo, mais acima, junto ao parque de estacionamento, distante da praia.

Era tão agradável, estar ali junto ao Mar, poder olhar, ouvir e cheirar aquela maravilhosa paisagem.

nada é definitivo, tudo muda, e Melides vai Mudar...

Pensemos positivo...O importante é a natureza em todo o seu explendor! (nós incluidos).

Que as mudanças sejam para melhor!


Beijokas

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008


Continua de Pé !! :-)







Continua Em Pé, Melides está na Mesma!!

O único perigo foi mesmo o enorme Vendaval que por lá se fez sentir :-)

De resto continuamos a ter a Fatinha, o Lança, e todos os outros locais de encontro... pelo menos até Março.. :-)

Entretanto, no Sábado esteve um Dia Lindo, e o Mar resolveu
Presentear-nos com Milhões de Conchas... fantástico...

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Demolição?? OU Não?


Dia 15 de Janeiro _ A demolição…

Os bares, os restaurantes, junto à lagoa de Melides, vão ser destruídos.
Resta a esperança. Talvez surjam novos locais, novos ideais, espaços onde nos continuaremos a encontrar, junto ao Mar…
Talvez não seja dia 15 de Janeiro , os atrasos neste país já são o mais comum… certo?